domingo, 6 de dezembro de 2015

Ataque do Sapo de Fogo

A ilustração retrata animais da fauna pré-histórica brasileira descritos recentemente.
Na cena, às margens de um lago, o pequeno réptil Captorhinus aguti é surpreendido pelo temnospôndilo Procuhy nazariensis, o "sapo de fogo". Seu nome, que vem da língua Timbira (prôt=sapo + cuhy=fogo), nativa do Maranhão, Piauí e Tocantins, faz referência ao animal ser um anfíbio encontrado na Formação Pedra de Fogo.
Pintura digital.